Dicionário de Contabilês: Ativo

Dicionário de Contabilês: Ativo

Ativos são os bens e direitos que pertencem a uma entidade, ou seja, a uma pessoa jurídica pública ou privada, e que sejam avaliáveis em moeda corrente.
Há dois tipos de bens: os corpóreos e os incorpóreos. Pertence ao primeiro grupo tudo aquilo que tem forma física e é palpável, como dinheiro em espécie, mobiliário, máquinas, imóveis, mercadorias e matéria-prima. Do segundo, fazem parte propriedades intangíveis, como marcas, patentes e fundos de comércio.
Já os direitos são os valores a serem recebidos pela entidade, aplicações financeiras, contas a receber decorrentes de vendas a prazo, adiantamentos a empregados, entre outros.
No balanço patrimonial, os ativos correspondem à parte positiva do patrimônio das entidades. Clique aqui e veja o verbete que fala sobre o tema.
Cuidados na gestão dos ativos
Corpóreos ou incorpóreos, os ativos precisam ser protegidos e controlados com atenção.
Os ativos financeiros devem ser aplicados, para que seus rendimentos evitem a desvalorização pela inflação. As contas a receber também precisam ser administradas da maneira correta, para que a empresa não fique em situação de inadimplência.
Já ativos corpóreos, como máquinas e imóveis, devem ter manutenção constante para administrar sua depreciação pelo uso e a consequente obsolescência.
Também é preciso prestar atenção à liquidez dos bens tangíveis, ou seja, à facilidade com que podem ser vendidos e transformados em dinheiro. Se um varejista, por exemplo, mantém um estoque de mercadorias muito acima do necessário, elas podem ficar encalhadas. Em um casos como esse, o empresário teria de recorrer a recursos de terceiros para equilibrar seu fluxo de caixa, pondo a saúde do seu negócio em risco.
*Com a colaboração do diretor da Marpe Contabilidade (GBrasil | Fortaleza – CE), Pedro Coelho.
Fechar Menu